12 de junho de 2023 Relatórios

RH Inovador: os movimentos e as HR Techs na transformação da gestão de pessoas

Saiba como as novas tecnologias desenvolvidas para o RH vão mudar a sua organização e deixar sua empresa preparada para o futuro

por

 

Em 2021, mais de US$608 bilhões foram investidos em inovação e de acordo com a Grand View Research, esse número deve crescer em uma média anual de 23% até 2030 em uma escala global.

Ainda em 2021, a Fundação Getúlio Vargas observou que a transformação digital no Brasil avançou o equivalente a quatro anos.

Não é novidade que dentro do mercado corporativo há um forte processo de transformação digital e corrida tecnológica em andamento.

No entanto, apenas dinheiro investido não é um bom indicador para avaliar ações bem sucedidas de aplicações de novos processos ou tecnologias. Inclusive, de acordo com uma análise da McKinsey, 70% dos projetos de transformação digital não dão certo nas companhias quando aplicados.

Isso significa que as empresas devem abandonar esse tipo de investimento? Apenas se elas quiserem ignorar o fato de que a maior parte do mundo está se digitalizando e que cada vez mais os consumidores estão presentes online.

No pós-pandemia, o novo foco dessas inovações tem sido justamente a área de Gestão de Pessoas. Afinal, leva tempo para alcançar um nível elevado de maturidade, eles não só precisam ser bem planejados como também precisam fazer parte da cultura da empresa.

Em uma análise do MIT Sloan School of Management, 62% dos executivos apontam o fator cultural da empresa como principal entrave para a digitalização do negócio. É justamente aqui que a área de Recursos Humanos e soluções das HR Techs podem e devem ajudar na inovação e transformação digital das empresas.

Visando todo esse cenário de transformação digital e o papel central que o RH de empresas deve ter, a Liga Ventures em conjunto com o Banco do Brasil elaborou o estudo “RH Inovador: os movimentos e as HR Techs na transformação da gestão de pessoas”. 

Nesse estudo abordamos a importância do RH na inovação das organizações e como essa área é fundamental para a transformação cultural das empresas. Afinal, o RH tem papel fundamental na gestão cultural e na unificação de lideranças para garantir um planejamento estratégico eficaz e que não desperdice os recursos investidos.

O Papel De Um RH Inovador

Um RH inovador que visa preparar a organização para o futuro do mercado vai atuar nos seguintes pilares:

  • Definição dos propósitos organizacionais
  • Elevação da experiência dos colaboradores
  • Direcionamento da cultura e lideranças para o futuro
  • Mapeamento de talentos para geração de valor
  • Captura de dados para processos que incluem a otimização das tomadas de decisão
  • Desenho de nova estruturas de trabalho mais flexíveis, ágeis e financeiramente eficientes
  • Evolução dos processos de gestão de performance e de talentos
  • Criação de uma cultura de aprendizagem, ampliação e redesenho de habilidades
  • Trabalho em conjunto com os players do ecossistema de RH
  • Construção de plataformas e uso de soluções digitais do RH

Todos esses pontos podem ser potencializados a partir de um ganho de maturidade digital da própria área de recursos humanos e dependem das lideranças da área ampliarem seus skill sets digitais e fomentarem uma mudança estrutural no RH.

Esse tipo de transformação da área já está começando a ser visada no Brasil e no mundo. De acordo com uma pesquisa da Fortune Business Insights, os investimentos globais voltados para aplicações de tecnologia no RH estão na casa dos US$29,9 bilhões e podem crescer em uma média anual de 7,5% até 2029.

Os investimentos de venture capital em HR Techs também são bastante expressivos, tendo alcançado mais de US$12 bilhões em 2021, quase quadruplicando os investimentos feitos em 2020.

No Brasil também não é diferente, de acordo com uma reportagem do Valor Econômico, os aportes para HR Techs em 2021 alcançaram US$241 milhões e só nos cinco primeiros meses de 2022 esse valor já estava em US$219 milhões.

De acordo com a Crunchbase, essa corrida de investimentos se dá em resposta aos movimentos globais de demissão voluntária e a necessidade de retenção de talento, especialmente de mão de obra especializada. 

Conclusão

Visando todo esse cenário de transformação digital e o papel central que o RH de empresas deve ter, o Banco do Brasil patrocinou o estudo da Liga Ventures “RH Inovador: os movimentos e as HR Techs na transformação da gestão de pessoas”.

Neste estudo, abordamos através de três tópicos centrais a importância do RH na inovação das organizações e como essa área é fundamental para a transformação cultural das empresas. Os tópicos que você poderá conferir neste estudo são:

  • O cenário do RH pós-Covid e as demandas por flexibilização, novos perfis de liderança e humanização dos processos de gestão de pessoas
  • O RH como agente da transformação cultural das empresas
  • As aplicações tecnológicas voltadas para a área de recursos humanos que respondem aos novos desafios estratégicos das empresas

Todos os capítulos contam com cases de sucesso e a visão de startups e grandes empresas para compor um panorama amplo dos caminhos e desafios para a transformação digital do RH nas companhias.

Além disso, contamos com o posicionamento de 26 especialistas que vão desde pesquisadores e consultores até lideranças de RH para darem sua visão única de como a área de recursos humanos deve se preparar para o futuro do mercado.

Para conferir todas as questões levantadas neste artigo com mais detalhes, basta preencher o formulário abaixo:


artigos relacionados