1 de julho de 2024 Artigos

Startup Landscape: Fintechs

Baixe o mapeamento de fintechs e confira as evoluções e tendencias para o setor financeiro.

por

 

Nos últimos anos, as fintechs têm revolucionado o setor financeiro, trazendo inovação, acessibilidade e eficiência para serviços tradicionalmente monopolizados por grandes instituições financeiras. 

Fintech, um termo derivado de “financial technology“, abrange empresas que utilizam tecnologia para melhorar ou automatizar serviços e processos financeiros. 

Este artigo explora o impacto das fintechs globalmente, com um foco especial no cenário brasileiro, e convida o leitor a explorar o mais novo mapeamento detalhado das fintechs no Brasil “Startup Landscape: Fintechs” realizado pela Liga Ventures.

O Crescimento Global das Fintechs

As fintechs surgiram como uma resposta à demanda por serviços financeiros mais rápidos, acessíveis e menos burocráticos.

Com a crescente penetração da internet e o avanço tecnológico, estas startups financeiras têm encontrado um terreno fértil para crescer. 

Segundo o relatório “Global Fintech Adoption Index 2019” da Ernst & Young (EY), 64% dos consumidores globais utilizaram serviços de fintechs em 2019, um número que certamente aumentou nos anos subsequentes.

As fintechs atuam em diversas áreas, incluindo pagamentos digitais, empréstimos peer-to-peer (P2P), crowdfunding, gestão de investimentos, seguros, e blockchain, entre outras. 

Empresas como PayPal, Stripe, e Square são exemplos bem-sucedidos no campo dos pagamentos, enquanto plataformas como LendingClub e Funding Circle lideram em empréstimos P2P.

Fintechs no Brasil

O Brasil tem se destacado como um dos mercados mais promissores para fintechs na América Latina. 

Essas empresas, nascidas da união entre tecnologia e inovação, desafiam o modelo tradicional de serviços financeiros, oferecendo soluções mais acessíveis, ágeis e personalizadas para os consumidores.

Com uma população de mais de 200 milhões de pessoas e um sistema bancário tradicional frequentemente criticado por suas altas taxas e falta de acessibilidade, o país oferece um ambiente propício para as fintechs.

Contexto e Oportunidades

De acordo com o Mapeamento de Fintechs Brasileiras, elaborado pela Liga Ventures, existem atualmente mais 800 startups ativas, atuando em diferentes segmentos. Este crescimento é impulsionado por vários fatores:

  1. Inclusão Financeira: Uma parcela significativa da população brasileira é desbancarizada ou sub-bancarizada, criando uma demanda por soluções financeiras acessíveis.
  2. Regulamentação Favorável: O Banco Central do Brasil tem adotado uma postura favorável à inovação, implementando regulamentos que incentivam a competição e a entrada de novas empresas no mercado.
  3. Melhoria na qualidade dos serviços: A competitividade com as startups está impulsionando os bancos a melhorar a qualidade dos seus serviços, oferecendo atendimento mais personalizado e eficiente aos clientes.

As principais vantagens das fintechs:

  • Acessibilidade: Democratizam o acesso a serviços financeiros, atendendo a um público que antes era excluído pelos bancos tradicionais, como pessoas com baixo score de crédito ou residentes em áreas remotas.
  • Agilidade: As operações são geralmente mais rápidas e eficientes do que nos bancos tradicionais, graças à utilização de tecnologia digital e processos automatizados.
  • Personalização: Oferecem soluções personalizadas para as necessidades de cada cliente, utilizando dados e inteligência artificial para entender o perfil e os hábitos de consumo de cada um.
  • Inovação: Estão constantemente inovando e lançando novos produtos e serviços, buscando sempre atender às demandas do mercado de forma mais eficiente e disruptiva.

Desafios e Futuro das Fintechs no Brasil

Apesar do crescimento impressionante, as fintechs brasileiras enfrentam vários desafios. A competitividade do mercado está aumentando, exigindo inovação constante e eficiência operacional

Além disso, a educação financeira da população ainda é um obstáculo, pois muitos brasileiros não estão familiarizados com as novas tecnologias financeiras.

No entanto, as perspectivas futuras são promissoras. Com a implementação do Open Banking e do Pix, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, espera-se que o ambiente competitivo se torne ainda mais dinâmico. 

O Open Finance, também conhecido como Sistema Financeiro Aberto,  promete aumentar a competição ao permitir que consumidores compartilhem seus dados financeiros com diferentes instituições, facilitando a oferta de produtos mais personalizados e competitivos.

Conclusão

As fintechs estão transformando o setor financeiro global e brasileiro, oferecendo soluções inovadoras e acessíveis que desafiam os modelos tradicionais. 

No Brasil, o crescimento das fintechs está promovendo maior inclusão financeira e proporcionando serviços mais eficientes e menos burocráticos para a população.

Se você deseja aprofundar seu conhecimento sobre o ecossistema de fintechs no Brasil, não deixe de baixar o mapeamento completo realizado pela Liga Ventures, com dados do Startup Scanner.

Este mapeamento oferece uma visão detalhada das principais startups financeiras do país, suas áreas de atuação e tendências do mercado. 

Preencha o formulário abaixo e descubra como as fintechs estão moldando o futuro das finanças no Brasil: